segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Ervas Medicinais

difícil achar quem nunca tomou um chá, indicado por uma avó ou por alguma senhora do bairro, que prometesse acabar com as cólicas ou com a gripe forte. Há indícios do uso de conhecimentos em plantas medicinais na China em 3000 a.C., quando o imperador Cho-Chin-Kei registrou descobertas no uso do ginsen e da cânfora. As informações sobre as plantas eram passadas de geração a geração. Porém, hoje isso tem status de ciência e é aceito pela comunidade científica através da Fitoterapia, que estuda os princípios ativos das plantas com objetivos terapêuticos.Para a farmacêutica Adriana de Almeida, de Curitiba, a procura por medicamentos fitoterápicos cresceu em 50 anos, tendo um aumento considerável de consumo nos últimos dez anos. “Muitas pessoas buscam hoje em dia um estilo de vida mais saudável e natural e também um tratamento mais alopático e suave. Através da informação, pessoas estão comprovando a eficácia dos produtos, que funcionam e não têm efeitos colaterais ou são mais leves que os medicamentos comuns”, explica.Porém, em muitos lugares o uso indiscriminado de plantas e ervas ainda é comum. “Em vários casos, o procedimento usado é incorreto. Algumas plantas, como por exemplo a camomila, não podem ser fervidas, pois o princípio ativo dela se vai com a fervura”, alerta a farmacêutica. O correto, segundo ela, é fazer uma efusão, que consiste em colocar água fervente na camomila, tampar e tomar. Outro ponto que a farmacêutica ressalta é que muitas plantas precisam de cuidados para serem colhidas, e, dependendo da maneira como serão preparadas, podem-se secar ao sol ou receber umidade. “É fundamental muita higiene no preparo. E para saber se está fazendo a coisa certa a informação é imprescindível”, recomenda.Hoje existem medicamentos fitoterápicos para quase todos os casos, como para dores de cabeça, prisão de ventre, dores musculares, enxaquecas, problemas circulatórios e até varizes. “A pesquisa e a informação fez cair muitos mitos sobre o uso de plantas medicinais para tratamentos diversos, o que faz com que muitos médicos conheçam a eficácia dos produtos fitoterápicos e recomendem aos seus paciente

1 comentários:

Marcelo disse...

Ervas Medicinais Curam

http://www.ervasmedicinaiscuram.com/